"Alguns homens vêem as coisas como são, e dizem ‘porque’? Eu sonho com as coisas que nunca foram e digo ‘por que não’? (George Bernard Shaw)

.

.

.

.

.